• nossasenhora

    Confira a mensagem do Papa Francisco aos brasileiros pelos 300 anos de Aparecida

    out 12 • Destaques, Notícias da Igreja • 202 Views

    Cidade do Vaticano (RV) – “Não se deixem vencer pelo desânimo. Confiem em Deus, confiem na intercessão de nossa Mãe Aparecida.” Esta é a exortação do Papa Francisco ao povo brasileiro, no dia em que a nação celebra a sua Padroeira.

    O Pontífice gravou uma videomensagem, em português, em que recorda sua visita ao Santuário Nacional, em 2013. “Naquela ocasião, inclusive, manifestei meu desejo de estar com vocês no ano jubilar; mas a vida de um Papa não é fácil.”

    Com “saudades” do país, Francisco conclui a mensagem com um encorajamento: “O Brasil, hoje, necessita de homens e mulheres que, cheios de esperança e firmes na fé, deem testemunho de que o amor, manifestado na solidariedade e na partilha, é mais forte e luminoso que as trevas do egoísmo e da corrupção”.

    Confira o vídeo:

    Texto da mensagem do Papa Francisco

    Querido povo brasileiro

    Queridos devotos de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil

    Minha saudação e minha bênção especial para todos vocês que estão vivendo em Cristo Jesus o Ano Mariano do Jubileu dos 300 anos do encontro da Imagem da Virgem Mãe Aparecida nas águas do Rio Paraíba do Sul.

    Em 2013, na ocasião de minha primeira viagem apostólica internacional, tive a alegria e a graça de estar no Santuário de Aparecida e rezar aos pés de Nossa Senhora, confiando-lhe o meu pontificado e lembrando o povo brasileiro com a acolhida tão calorosa, que vem do seu abraço e coração generoso. Naquela ocasião, inclusive, manifestei meu desejo de estar com vocês no ano jubilar; mas a vida de um Papa não é fácil. Por isso, quis nomear o Cardeal Giovanni Battista Re como Delegado Pontifício para as celebrações do dia 12 de outubro. Confiei a ele a missão de garantir assim a presença do Papa entre vocês!

    Ainda que não esteja fisicamente presente, quero entretanto, por meio da Rede Aparecida de Comunicação, manifestar meu carinho por este povo querido, devoto da Mãe de Jesus. O que deixo aqui são simples palavras, mas desejo que vocês as recebam como um fraterno abraço nesse momento de festa.

    Em Aparecida – e repito aqui as palavras que proferi em 2013 no altar do Santuário Nacional – aprendemos a conservar a esperança, a deixar-nos surpreender por Deus e a viver na alegria. Esperança, querido povo brasileiro, é a virtude que deve permear os corações dos que creem, sobretudo, quando ao nosso redor as situações de desespero parecem querer nos desanimar. Não se deixem vencer pelo desânimo. Não se deixem vencer pelo desânimo. Confiem em Deus, confiem na intercessão de nossa Mãe Aparecida. No Santuário de Aparecida e em cada coração devoto de Maria podemos tocar a esperança que se concretiza na vivência da espiritualidade, na generosidade, na solidariedade, na perseverança, na fraternidade, na alegria que, a sua vez, são valores que encontram a sua raiz mais profunda na fé cristã.

    Em 1717, quando foi retirada das águas pelas mãos daqueles pescadores, a Virgem Mãe Aparecida já os inspirou a confiar em Deus que sempre nos surpreende. Peixes em abundância, graça derramada de modo concreto na vida dos que estavam temerosos diante dos poderes estabelecidos. Deus os surpreendeu. Pois. Aquele que nos criou com amor infinito, nos surpreende sempre! Deus nos surpreende sempre!

    Nesse Jubileu festivo em que comemoramos os 300 anos, daquela surpresa de Deus, somos convidados a sermos alegres e agradecidos. “Alegrai-vos sempre no Senhor” (Fl4,4). E que essa alegria que irradia dos seus corações transborde e alcance cada canto do Brasil, especialmente as periferias geográficas, sociais e existenciais que tanto anseiam por uma gota de esperança. O singelo sorriso de Maria, que conseguimos vislumbrar em sua imagem, seja fonte do sorriso de cada um de vocês diante das dificuldades da vida. O cristão jamais pode ser pessimista! O cristão jamais pode ser pessimista!

    Por fim, agradeço ao povo brasileiro pelas orações que diariamente me oferecem, especialmente durante as celebrações da Santa Missa. Rezem pelo Papa e tenham certeza de que o Papa sempre reza por vocês. Juntos, de perto ou de longe, formamos a Igreja, Povo de Deus.  Cada vez que colaboramos, ainda que de maneira simples e discreta, com o anúncio do Evangelho, tornamo-nos, assim como Maria, um verdadeiro discípulo e missionário. E, o Brasil, hoje, necessita de homens e mulheres que, cheios de esperança e firmes na fé, deem testemunho de que o amor, manifestado na solidariedade e na partilha, é mais forte e luminoso que as trevas do egoísmo e da corrupção.

    Com saudades do Brasil, com saudades do Brasil, concedo-lhes a Bênção Apostólica, pedindo a Nossa Senhora Aparecida que interceda por todos nós!

    Assim seja.

    Nenhum comentário em Confira a mensagem do Papa Francisco aos brasileiros pelos 300 anos de Aparecida

    Read More
  • papafrancisco

    A devoção de Francisco a Nossa Senhora Aparecida

    out 12 • Destaques, Notícias da Igreja • 94 Views

    Cidade do Vaticano (RV) – No dia em que o Brasil celebra a sua Padroeira, nos 300 anos da imagem, a redação do Programa Brasileiro preparou um vídeo para recordar a visita do Papa Francisco ao Santuário Nacional, em julho de 2013.

    Nas imagens, é possível reviver a chegada do Pontífice em meio aos fiéis em festa, o momento em que Francisco carrega Nossa Senhora “no colo” e a bênção a todo o povo brasileiro.

    Na sacada do Santuário, diante da multidão, o Papa pergunta: “Uma mãe se esquece de seus filhos? Ela não se esquece de nós, Ela nos ama e cuida de nós. Agora vamos lhe pedir a Bênção. A Bênção de Deus Todo-Poderoso Pai, Filho e Espírito Santo desça sobre vocês e permaneça para sempre”.

     

    Nenhum comentário em A devoção de Francisco a Nossa Senhora Aparecida

    Read More
  • abriramor

    “Jesus é o próprio cuidado de Deus para conosco”, pregou a jovem

    set 30 • Notícias RCC • 954 Views

     “O Espírito Santo está neste lugar” Continue Reading

    Nenhum comentário em “Jesus é o próprio cuidado de Deus para conosco”, pregou a jovem

    Read More
  • IMG_0083

    Retiro de Jovens inicia com luau animado por Bras Oss

    set 30 • Destaques • 650 Views

    O Ministério Jovem da RCC Duque de Caxias promove neste final de semana um Retiro de ‘primeiro anúncio’ destinado aos Jovens. O evento iniciou nesta sexta-feira (29) à noite com a participação especial de Bras Oss, músico e missionário da Comunidade Canção Nova. Motivamos pela hashtag #PeloAmorDeDeus, cerca de 200 retirantes se reúnem no Sítio Mazaropi em Santa Cruz da Serra, Duque de Caxias – RJ, para experimentarem mais do Senhor através do convite: “Deixe-se curar pelo o amor de Deus”, temática oficial do retiro.

    A 11º edição do evento este ano agrega jovens de diversas localidades do Estado do Rio de Janeiro, o exemplo disso é a jovem estudante de Arquitetura, Rafaela Enes, de 22 anos,  membro da Paróquia São Benedito de Pilates -RJ, zona norte da cidade do Rio, que pela primeira vez participa de um retiro fechado: “A minha semana foi impossível, posso dizer que foi horrível. Eu enfrentei um deserto para chegar até aqui, mas cheguei graças à Deus foi uma persistência, e agora eu espero o melhor desse retiro”, partilhou.

    IMG_0104Durante a ministração da música, Bras Oss partilhou um pouco do seu testemunho de conversão, onde contou que aos 28 anos de idade era usuário de drogas e pela ação do Espírito Santo conseguiu libertação e superação deste momento difícil da vida. Desejando o novo de Deus para os participantes, o músico também profetizou: “Esta é juventude que vai buscar e propagar a santidade. Daqui sairão jovens cheios do Espírito Santo de Deus”.
    O Retiro de Jovens seguirá até o próximo domingo (1/10) com momentos de espiritualidade, pregação, louvor e animação. No domingo, a Santa Missa de encerramento será celebrada por Pe. Everton, Diocese de Duque de Caxias.

    Nenhum comentário em Retiro de Jovens inicia com luau animado por Bras Oss

    Read More
  • madre

    Papa lembra Madre Teresa em tweet: abramos horizontes de esperança

    set 18 • Notícias da Igreja • 79 Views

    Cidade do Vaticano (RV) – Madre Teresa de Calcutá costumava dizer: “talvez não fale a língua deles, mas posso sorrir”. Assim podemos recordar a missionária católica de origem albanesa e “mãe dos pobres” que, nesta terça-feira (5), é lembrada pelo aniversário de 20 anos de sua morte. Tanto que o Papa Francisco twittou na sua conta @Pontifex, em nove línguas, a seguinte mensagem: “Como Madre Teresa, abramos horizontes de alegria e de esperança por tanta humanidade desanimada e necessitada de compreensão e de ternura”.

    Fundadora das Missionárias da Caridade, Prêmio Nobel da Paz em 1979 e canonizada há um ano, em cerimônia presidida pelo Papa Francisco na Praça São Pedro, é considerada um dos exemplos mais extraordinários das maravilhas que uma pessoa enamorada por Jesus Cristo pode fazer. Chegou a ser definida como “a mulher mais poderosa do mundo”, em 1985, quando apresentada à Assembleia Geral das Nações Unidas pelo secretário-geral da ONU, Pérez de Cuéllar.

    Madre Teresa, de estatura pequena, envolvida com seu sari branco, bordado em azul, simplesmente adorava ser considerada “um pequeno lápis nas mãos de Deus”, capaz de escrever páginas indeléveis de misericórdia na vida de tantas pessoas. Com a força da sua fé, conseguiu abrir casas para os mais necessitados, inclusive nos lugares mais inesperados, de Cuba à União Soviética.

    Em ocasião de sua canonização, em 4 de setembro de 2016, o Papa Francisco afirmou: “teremos um pouco de dificuldade em chamá-la Santa Teresa. A sua santidade é tão próxima a nós, tão meiga e fecunda que, espontaneamente, continuaremos a chamá-la de Madre Teresa”. E o Santo Padre acrescentou: “que essa incansável agente de misericórdia nos ajude a entender sempre mais que o único nosso critério de ação é o amor gratuito, livre de qualquer ideologia e vínculo, e reservado para todos sem distinção de língua, cultura, raça e religião”.

    Se Papa Francisco a canonizou, João Paulo II a beatificou, em 19 de outubro de 2003. Na homilia, Wojtyla afirmou que Madre Teresa “tinha escolhido de não ser somente a menor das menores, mas a serva dos menores. Como mãe autêntica para os pobres, se ajoelhou por aqueles que sofriam diversas formas de pobreza”. A sua grandeza, sublinhou o Papa, “reside na sua habilidade de dar sem calcular os custos, de dar até quando faz mal. A sua vida foi um viver radical e uma proclamação audaz do Evangelho”.

    Com Karol Wojtyla, Madre Teresa teve inclusive uma relação fraterna. Memorável foi a visita do papa polonês, em 1986, na casa de Calcutá onde Madre Teresa acolhia pessoas em fim de vida. João Paulo II também foi quem motivou que as Missionárias da Caridade tivessem uma estrutura no Vaticano, chamada “Dom de Maria”. (AC/AG)

     

    Fonte: http://br.radiovaticana.va

    Nenhum comentário em Papa lembra Madre Teresa em tweet: abramos horizontes de esperança

    Read More
  • papa

    Papa: Francisco elege trabalho com pobres e mais fracos e condena clericalismo na Igreja

    set 18 • Notícias da Igreja • 61 Views

    Missionários do Sagrado Coração de Jesus foram desafiados a mostrar com «obras e vida» o amor de Deus pelos «pequenos e últimos»

    Continue Reading

    Nenhum comentário em Papa: Francisco elege trabalho com pobres e mais fracos e condena clericalismo na Igreja

    Read More
  • setor universidades

    Encontro de Universitários Cristãos do Brasil reuniu 300 pessoas em Manaus

    set 18 • Notícias da Igreja • 49 Views

    Universitários, professores e colaboradores de instituições de ensino superior, bem como pastoralistas, padres, religiosas/religiosos e membros de grupos que desenvolvem alguma atividade voltada à Evangelização no âmbito da universidade estiveram reunidos, entre os dias 7 e 10 de setembro, em Manaus, no Encontro Brasileiro de Universitários Cristãos (EBRUC).

    Durante o evento, os presentes participaram de atividades diversas, que contemplaram os três eixos de atuação do Setor Universidades da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Espiritualidade, Reflexão e Socioeducativo.

    O EBRUC contou pela primeira vez, este ano, com a presença de palestrantes estrangeiros, com destaque para a conferência principal, onde a professora da Università Cattolica del Sacro Cuore de Milão, Agnese Varsalona, tratou do desafio de ser “Presença Cristã na Universidade: Identidade, Pluralidade e Diálogo”.

    Ao todo foram 25 palestrantes, entre professores e estudantes universitários de várias formações e instituições de origem (estaduais, federais e privadas) atuaram como interlocutores nas mesas de discussão sobre a temática e os eixos, assim como nos grupos de discussões sobre cultura, ecologia, educação e política. Os participantes ainda apresentaram pôsteres com experiências bem-sucedidas enquanto pastoral universitária.

    As missas diárias foram celebradas pelo arcebispo de Manaus, dom Sérgio Castriani e pelo bispo coadjutor de Montes Claros (MG) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Cultura e Educação da CNBB, dom João Justino de Medeiros e concelebrada por sacerdotes assessores da Pastoral Universitária.

    “O IV EBRUC representou um passo mais amadurecido para a ação evangelizadora nos ambientes universitários, tanto por ter sido realizado na Amazônia quanto pela representatividade e qualidade da participação e das reflexões”, destacou dom João Justino.

    Para o assessor nacional do Setor Universidades da CNBB, padre Danilo Pinto, o IV EBRUC é um retrato da metodologia sinodal utilizada no setor, neste quadriênio.

    “Foi muito bonito testemunhar o Ministério Universidades Renovadas da RCC, a Pastoral da Juventude, Comunidade de Vida Cristã dos inacianos, Pastoral Universitária e membros de Comunidades Novas, trabalhando de modo conjunto e em espírito de comunhão eclesial”, enfatizou.

    No encontro, os participantes também experimentaram dinâmicas diferentes de espiritualidade, que são adotadas pelos universitários no dia a dia. Como o “Ofício Divino da Juventude” e a “Oração de Taizé”. Outra novidade nesta edição, foi a tarde de vivência missionária, em quatro cenas: indígena, ribeirinha, urbana e rural. O IV EBRUC ainda foi certificado como extensão acadêmica de 30 horas/aula pela Universidade Católica de Salvador.

    Ainda durante evento, foi lançado o livro “Pensando o Brasil: Educação” – Edições CNBB, o lançamento oficial do Programa Missão País e do novo portal de notícias do Setor Universidades da CNBB

    Durante estes quatro dias, mais de 300 pessoas vindas de onze dos dezoito regionais da CNBB e de sete países diferentes (Alemanha, Bolívia, Brasil, Filipinas, Guiana Inglesa, Itália e Venezuela), partilharam a vida, os desafios e alegrias de ser presença Cristã na Universidade.

    Ao encerrar as atividades acadêmicas e de espiritualidade, os participantes eram convidados a acompanhar apresentações culturais, onde tiveram a oportunidade de conhecer um pouco sobre a história da Amazônia.

    Com informações do Setor Universidades da CNBB

    Nenhum comentário em Encontro de Universitários Cristãos do Brasil reuniu 300 pessoas em Manaus

    Read More

Jubileu de Safira_capa facebook