papa

Às vésperas do Natal, Papa roga pela paz mundial no Ângelus

dez 24 • Notícias da Igreja • 47 Views • Nenhum comentário em Às vésperas do Natal, Papa roga pela paz mundial no Ângelus

Em sua habitual prece mariana, Francisco falou sobre a missão de Maria, que carregou em seu ventre o Filho de Deus

Da redação, com Vatican News

Neste domingo, 24, às vésperas do Natal, em sua costumeira prece mariana do Ângelus, o Papa mais uma vez se dirigiu aos fiéis e peregrinos na Praça de São Pedro. Deu início à sua fala citando o Evangelho da Anunciação, quando falou sobre o contraste entre as promessas do anjo e as respostas de Maria.

Este contraste se manifesta na dimensão e no conteúdo das expressões destes dois protagonistas. O anjo pede que Maria não tenha medo. “Encontraste graça junto a Deus, conceberás e darás a luz a um filho, que se chamará Jesus. Ele será grade, será chamado de Filho do Altíssimo e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi”, disse o Santo Padre.

Nesta passagem, segundo Francisco, a resposta de Maria é breve, que não cita glória ou privilégios, mas de disponibilidade e de serviço. “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo sua palavra. Maria não se exalta diante da perspectiva de se tornar a mãe do Messias, permanece modesta e expressão sua adesão ao projeto do Senhor”, afirmou.

Apelo à paz

Ao final do Ângelus deste domingo, o Papa rogou pela paz mundial, sobretudo àqueles que se encontram confinados em cárcere privado. “Por ocasião do Natal, renovo meu apelo às pessoas sequestradas, sacerdotes, religiosos e leigos sejam libertados e possam retornar às suas casas. Rezemos por eles”, disse o Sucessor de Pedro.

O Papa ainda citou uma tempestade que deixou muita destruição nas ilhas Mindanau, nas Filipinas. “Que Deus misericordioso conforte aqueles que estão sofrendo por esta calamidade”.

Por fim, Francisco pediu para que na data de hoje que os fiéis encontrem alguns minutos de silêncio diante do presépio e ponderem acerca do mistério do verdadeiro Natal. “O mistério de Jesus que se aproxima de nós com amor, humildade e ternura. E neste momento, recordem-se também de rezar por mim”, finalizou o Santo Padre.

Páginas relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

«